Em mais uma semana de trabalho da força-tarefa na região de fronteira MG-SP, foram trabalhados seis municípios do Escritório Seccional do IMA de ITAJUBÁ (Itajuba, Delfim Moreira, Wenceslau Braz, Marmelopolis, Maria da fé, Cristina), na região da Serra da Mantiqueira, além de um trabalho em conjunto com servidores de São Paulo, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) e gravação de matéria para o EPTV em São Bento do Sapucaí SP.

Canídeo do Campo (Pseudalopex ventutus) encontrado morto na rodovia MG 383 (Itajubá x Maria Da Fé)
Canídeo do Campo (Pseudalopex ventutus) encontrado morto na rodovia MG 383 (Itajubá x Maria Da Fé)

Durante a semana foram vistoriados 13 abrigos naturais (cavernas) e 27 artificiais ( casas abandonadas, galerias, bueiros), sendo capturados 49 morcegos hematófagos, em 02 abrigos colônia, e 04 abrigos de machos. Juntamente com o trabalho de campo foi realizado um curso de colheita de material encefálico na Fundação de Ensino e Pesquisa de Itajubá (FEPI), com a presença de Médicos Veterinários autônomos, de serviço público municipal e estudantes do último período de veterinária. Foram coletados dois encéfalos de animais com suspeita de raiva, um bovino e uma raposa do campo e os resultados estão sendo aguardados.

O trabalho dos profissionais vai continuar com o objetivo de manter uma vigilância permanente de controle e prevenção da raiva.

Com informações de Jomar Zatti, fiscal assistente agropecuário e coordenador do PNCRH no IMA.